04 - 5 passos para quem quer programar em Java

5 passos para quem quer programar em Java

Para você que se questiona: “Como programar em Java?” O assunto abordado hoje será a resposta para essa pergunta.

Nosso principal objetivo é responder perguntas como a importância do Java, as principais vantagens e desvantagens e o que é necessário para programar em Java. Vamos dividir em 5 importantes passos:

Programar em Java: Tela com linhas de códigos.

Primeiro passo: compreender a importância do Java

Antes de definirmos o que é necessário para programar em Java vamos contextualizar sobre sua importância.

Java apareceu pela primeira vez em 1995 e desde então tem crescido e está atualmente entre as 5 linguagens de programação mais utilizadas.

Mas quais fatores contribuíram para essa rápida ascensão? Uma das possíveis respostas são os princípios do Java: é uma programação relativamente simples, orientada a objetos, sólida, segura e portável.

A facilidade de uso fez com que fossem desenvolvidas grandes bibliotecas para Java e muitas dessas bibliotecas foram escritas impecavelmente, facilitando o uso e acesso.

O lema de ser necessário programar uma única vez e então poder ser rodado em qualquer lugar (WOCA – write once, runs everywhere) fez com que o Java propagasse rapidamente em diferentes sistemas e atingisse uma grande quantidade de usuários o que atraiu muitos desenvolvedores.

A solidez do Java é atrativa pois não é apenas mais uma linguagem que será descontinuada tão brevemente. O que permite essa afirmação é o número de aplicações utilizando Java assim como o número de desenvolvedores que adoram essa linguagem e não vão deixar de usá-la tão facilmente.

A segurança do Java permitiu que fosse realizado um dos sistemas operacionais mais utilizado nos dias de hoje: o Android. Existem ainda uma lista de outros fatores que poderiam ser destacados como a importância do Java.

Segundo passo: alguns motivos para aprender Java

Para motivar nosso estudo e responder nossa principal pergunta: o que é necessário para programar em Java, vamos pontuar o por que devemos aprender.

Já afirmamos ser uma das linguagens mais utilizadas e com maior número de desenvolvedores. Dessa forma, isso faz com que o mercado opte por essa sólida linguagem. O mercado, realizando essa escolha, faz com que exista uma necessidade continua de novos programadores visto o desenvolvimento tecnológico exponencial nos dias de hoje.

As empresas que mais crescem percentualmente hoje são startups ligadas ao ramo da tecnologia que, em boa parte delas, usam Java em algum de seus processos. https://exame.abril.com.br/pme/10-startups-que-marcaram-o-ano-de-2017/

Desta forma sempre haverá oportunidade para um programador em Java. Além disso existem outros motivos para aprender Java. Como desenvolver projetos pessoais como ensino com Applets, automatização de tarefas, aplicativos Android ou ainda outra infinitude de possibilidades.

É uma programação orientada a objetos (POO). A forma mais fácil de entender o que é uma linguagem orientada a objetos é que a linguagem tenta criar os objetos como são no mundo real. Em outras palavras, o objeto vai ter características, propriedades e ações como na realidade. Por ser parecido com elementos da realidade fica mais fácil de compreender o código e assim reutiliza-lo e modificá-lo.

Outros importantes benefícios da POO é que são divididas em módulos. Ou seja, podem ser feitas modificações em parte do código e outras permanecerem sem nenhuma necessidade de alteração. Por ser fácil construir, manter e reformar um código em Java, é uma das linguagens mais utilizadas no mundo de hoje.

Vamos ao que queremos: o que é necessário para programar em Java?

Terceiro passo: entender o que é JDK (Java Development Kit)

É o ambiente que contém as ferramentas necessárias para construir, desenvolver e testar aplicações, applets e outros componentes utilizando a linguagem Java. Existe também o JVM (Java Virtual Machine) e o JRE (Java Runtime Environment).

O primeiro é o interpretador puro, sem bibliotecas. O segundo é o responsável por executar as aplicações Java em uma Java Virtual Machine. Assim o JRE contém o JVM e as bibliotecas. Por fim o JDK compreende o JRE junto das ferramentas de desenvolvimento. Sendo assim, o JDK é a principal resposta para o que é preciso para programar em Java.

Quarto passo: entender o que é IDE (Integrated Development Environment)

O IDE pode ser compreendido como um editor de texto avançado com a capacidade de compilar e executar códigos.

Quando se fala em Java, três IDEs merecerem destaque: IntelliJ, Eclipse, NetBeans. Eclipse é a mais popular pois é Open Source e gratuita. NetBeans é considerada a IDE oficial do Java, é simples e uma das mais fáceis de usar. IntelliJ é comercial com muitas ferramentas úteis. Apesar de ser comercial tem também uma versão comunitária gratuita com as funcionalidades mais simples.

Os principais pontos para os iniciantes em utilizar uma IDE é o destaque da sintaxe e ter quase tudo em um único lugar. Para os iniciantes no mundo de programação sugerimos NetBeans.

Se você já conhece alguma linguagem e deseja iniciar no Java, sugerimos o Eclipse.

Sendo assim IDE pode ser visto como um adicional para nossa pergunta de o que é necessário para programar em Java, ou seja, não é obrigatório.

Quinto passo: começando a programar em Java

Com o JDK instalado e um editor de texto simples tipo bloco de notas já é possível começar a programar. Desta forma você escreverá o código no editor de texto e compilará e executará através do JDK.

Outra possibilidade que existe é usar uma IDE que além de editar também poderá compilar e executar o código.

A partir desse ponto é possível começar a desenvolver aplicativos, applets e servlets. Para esse último é necessário a possuir ambientes que possibilitem a criação de um web server teste como é o caso de algumas IDEs. A partir desse ponto já tem tudo o que é necessário para programar em Java.

Vamos fazer um breve resumo de tudo que discutimos até aqui. Java é uma linguagem extremamente indicada para ser aprendida tendo vista sua portabilidade, aplicabilidade e facilidade de uso.

Para começar a programar em Java a ferramenta fundamental é o JDK . Ele possui o interpretador Java junto de todas os adicionais de desenvolvimento necessários. IDE são para facilitar a programação e, sendo assim, são opcionais.

Gostou do nosso resumo sobre o que é necessário para programar em Java? Ficou alguma dúvida? Ainda não sabe por onde começar?

Sugerimos, caso nunca tenha estudado programação na vida, que leia sobre lógica de programação. Desta forma você aprenderá sobre toda a sintaxe. Além de estrutura de programação, objetos, classes e bibliotecas.

Assim poderá começar a desenvolver seus próprios aplicativos para computador ou para Android.

Leia também este artigo: Linguagens de Programação para iniciantes.

2 comentários sobre “5 passos para quem quer programar em Java”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.